a

Acidente mata 5 operários e motorista no trecho paulista da BR-153

Cinco funcionários que prestavam serviço para a concessionária Transbrasiliana e um motorista mor...


Cinco funcionários que prestavam serviço para a concessionária Transbrasiliana e um motorista morreram instantaneamente em grave acidente de trânsito, entre caminhão e ônibus, na madrugada de ontem no km 173 da BR-153, em Guaiçara, na região de Lins. Os operários iriam trabalhar no fechamento de buracos da estrada, entre os municípios de Bady Bassitt e José Bonifácio. O coletivo seguia para Balneário Camburiu (SC), com passageiros da região de Rio Preto.

Os cinco trabalhadores eram contratados pela empresa LP Pavimentação, de Assis, que repassa a mão de obra para a concessionária, responsável por administrar a BR-153. As vítimas também são de Assis, mas, há seis meses, ficavam alojadas entre segunda a sexta-feira em José Bonifácio, em razão da manutenção da pista na região de Rio Preto. Só voltavam para casa nos finais de semana.

Nunca faziam o trajeto entre a residência e o alojamento na terça-feira. Retardaram a volta ao trabalho porque ganharam a segunda-feira de folga, devido ao Natal. Morreram Samuel Rosene de Lima, 56 anos, que dirigia o caminhão, e os passageiros Altair Silva Leal, 19, Edmilson da Silva Bezerra, 30, Leandro Alves da Paixão, 24, e Vágner Aparecido Pago, 35. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, todos usavam cinto de segurança.

A outra vítima é o condutor do ônibus, Ederson Luís Luque, 28 anos. O policial rodoviário Fugulin, de Guaiçara, afirma que o ônibus e o caminhão bateram de frente, em uma reta. “Não sabemos exatamente o que causou o acidente.” A suspeita inicial é de que o caminhão tenha, por motivos a serem apurados pela Polícia Civil, invadido a pista contrária. A rodovia ficou interditada das 5h30 às 9h30.
O caminhão conta com duas cabines que abrigam oito passageiros. O gerente de contrato da LP Pavimentação, Leandro Nogueira Horácio, lamenta o fato e afirma que a empresa está prestando auxílio aos familiares dos funcionários mortos. “Estamos muito chateados. Providenciamos funeral.” A empresa tem seguro de vida para os funcionários, mas não divulgou o valor da indenização. A Santo Antônio Turismo e a concessionária Transbrasiliana não se pronunciaram sobre o acidente.

Acesse o site da 102FM

+ lidas

Arquivo

Recentes

Sugerir Matéria

Nome

E-mail *

Mensagem *

Contatos

Telefone
(34) 3423-5050

Celular Plantão
(34) 9679-1647

E-mail
raiox102@gmail.com


item