a

Polícia ainda não sabe quem foram os autores dos tiros que mataram mototaxista no Caju

Morte de mototaxista no Caju ainda não foi esclarecida pela polícia.  O crime aconteceu no dia 29 de março desse ano, mas mesmo após quas...

Morte de mototaxista no Caju ainda não foi esclarecida pela polícia. 
O crime aconteceu no dia 29 de março desse ano, mas mesmo após quase cinco meses de investigações, a Polícia Civil ainda não chegou a uma definição sobre o  caso.
O mototaxista Valtair Antonio da Silva, o Tibanha, de 37 anos de idade, foi chamado para fazer uma corrida. Mas, quando chegou próximo a Escola Necime Lopes, na Rua Issan Basil, de frente ao número 175, foi baleado com sete tiros. Cinco dos tiros atingiram a parte de trás da cabeça de Valtair e outros dois as costas. Os dois autores fugiram e não foram identificados.


Desde então, diligências estão sendo realizadas, depoimentos foram colhidos, mas a polícia não encontrou pistas sobre o paradeiro dos dois homens que cometeram o assassinato de Valtair.
Em entrevista ao repórter Nélio Barbosa,  o delegado da pasta de homicídios, Danilo Gustavo da Silva Costa que deu mais detalhes sobre as investigações deste caso. “Está sendo feito um intenso trabalho de investigação, mas, o que dificulta nosso trabalho é a falta de testemunhas oculares do crime. Temos uma linha de investigação, mas, nada que possa fortalecer as suspeitas”, destacou o delegado.
Apesar da dificuldade em encontrar os culpados pelo crime, o delegado de homicídios afirma que a polícia não irá encerras as investigações até que os dois homens que mataram o mototaxista sejam presos. “Temos 30 dias para concluir o inquérito, mas, estamos prorrogando o prazo, pois, ainda tem diligências pendentes”, finalizou.

Texto: Nélio Barbosa


+ lidas

Recentes

Arquivo

Sugerir Matéria

Nome

E-mail *

Mensagem *

Contatos

Telefone
(34) 3423-5050

Celular Plantão
(34) 9679-1647

E-mail
raiox102@gmail.com


item